Put a ring on it! 

postado por: Time Ohcarol - 11 de abril de 2019

Anéis de noivado icônicos dos famosos.

 

Jennifer Lopez está noiva. Essa é a notícia. Mas o que repercutiu mesmo, na imprensa nacional e internacional, foi o anel de noivado que o ex-jogador de baseball e empresário, Alex Rodriguez ofereceu a ela durante o pedido de casamento em Bahamas. E não é de se estranhar o porquê! Alguns joalheiros avaliam que a peça, que conta com um não-tão-pequeno diamante vale cerca de R$ 4 milhões. Outras fontes estimam, caso a pedra tenha 20 quilates, até US$ 5 milhões (ou seja, R$ 19,2 milhões).

 

“Diamonds are a girl’s best friends”

 

Hoje, os diamantes são, sem sombra de dúvidas, as pedras mais valorizadas para esse tipo de ocasião, o que reflete diretamente na sua precificação no mercado. Mas nem sempre foi assim. Isso é obra de um bom setor de marketing aliado a uma eficiente equipe de publicidade e propaganda. Começou com a De Beers e seu slogan A Diamond is Forever (um diamante é para sempre) que criou uma relação entre a pedra e o amor, o casamento e sua durabilidade. Essa conexão emocional (ou desejo) foi responsável por um boom na indústria de mineração e de joias. Para você, caro leitor, ter uma ideia, na época a empresa sabia que as pedras não eram tão valiosas como o ouro e a prata. Então, era necessário instigar o consumo de uma outra forma.

 

Diamonds, diamonds

 

Até hoje, o diamante detém a preferência  quando o assunto é anel de noivado. Não foi só Alex Rodriguez que optou pela pedra para pedir a mão de sua amada. No mundo dos ricos e dos famosos, as gemas são maioria. Justin Bieber, por exemplo, pediu a modelo Hailey Baldwin em casamento com um modelo de 10 quilates da joalheria Holow & Co. Kim Kardashian também ganhou um brilhante de Kanye West. No caso dela, era um 15 quilates, estimado em US$ 2 milhões, da designer de joias Lorraine Schwartz. Blake Lively, a eterna Serena van der Woodsen de Gossip Girl, noivou (com Ryan Reynolds, o Deadpool) com um diamante de 12 quilates avaliado em US$ 2 milhões.

 

De diferentes tamanhos e joalherias, são inúmeros os casais que selaram o início do matrimônio com diamantes. É impossível limitar a um parágrafo. O casal mais poderoso do pop, Beyoncé e Jay-Z, é um exemplo disso. Assim como: Justin Timberlake e Jessica Biel, Elizabeth Taylor e Michael Toddy, Adam Brody e Leighton Meester, Dwyane Wade e Gabrielle Union, Camila Alves e Matthew McConaughey, Matthew Broderick e Sarah Jessica Parker; e, para finalizar, se não lista vai embora, Gisele Bündchen e Tom Brady.

 

A realeza

 

 

Toda joia real merece destaque e, com os anéis de noivado, não seria diferente. O casamento real entre Príncipe Harry e Meghan Markle começou em novembro de 2017 com um  anel (também) de diamante criado sob medida para a ocasião. A pedra, que pertencia à coleção de Lady Di, veio de Botsuana, país africano visitado pelo casal durante férias. A Princesa Diana também foi lembrada no casamento do filho mais velho. Porém, o Príncipe William foi na contramão das convenções e pediu a mão de sua esposa com um anel de safira. No centro da peça, com 18 quilates, a gema é circundada por pequenos diamantes. Avaliado em mais de 300 mil libras, era da coleção privada da Princesa Diana e foi usada em seu noivado com o Príncipe Charles.

 

Fugindo do óbvio

 

Além do Príncipe William, outras figuras midiáticas fugiram do – clichê – diamante na hora de escolher um anel para noivar. Orlando Bloom, por exemplo, escolheu uma anel em formato de flor para Katy Perry com uma pedra central de rubi (mas, vale confessar, as pétalas são de brilhantes). A gema também foi destaque da joia que José Antonio Báston ofereceu à Eva Longoria. Já Elisabeth Hurley noivou com Shane Warne com um anel de safira azul de nove quilates, mesma pedra escolhida por Brad Falchuk e Gwyneth Paltrow no momento do “sim”. O verde da esmeralda não foi esquecido. Bradley Cooper  escolheu esta pedra para o pedir a mão de Irina Shayk. A atriz Halle Berry recebeu sua proposta de matrimônio também com a gema esverdeada.

 

Anéis de noivado vs. alianças 

 

No Brasil, o uso do anel de noivado ainda é pouco difundido por questões que envolvem, principalmente, o baixo poder de compra da  maioria da população. Geralmente, o casal opta já pelas alianças douradas e as usam no dedo anelar da mão direita durante o período pré-casamento e trocam no dia da cerimônia para a esquerda. E não é por acaso. Os gregos, há muito muito tempo, descobriram o magnetismo e acreditavam que, no terceiro dedo da mão esquerda, existia uma veia que levava direto para o coração. Voilà: os enamorados usavam um anel (círculos não possuem começo e nem fim, herança egípcia) de ferro imantado para que os corações dos amantes continuassem sempre atraídos um pelo outro. Bonito, né?

 

O anel de noivado possui diversas significações. Além de ser uma peça que representa compromisso, está ligada ao amor, ao companheirismo e tudo aquilo que pode representar um relacionamento a dois. Acredita-se que a joia tenha sido usada pela primeira vez pelo Arquiduque Maximiliano da Áustria, em 1477, quando pediu a mão da Duquesa de Borgonha em casamento com um anel de diamantes. Outra simbologia existente é em relação à quantidade de pedras que a peça possui. Uma gema representa a união, o “hoje dois se tornam um” bem clichê nas falas de cerimonialistas de casamento. Já três traz a mensagem “te amei, te amo e sempre te amarei”. Definitivamente, não dá pra negar que o anel de noivado é o mais romântico dos acessórios.

 

Promoções
e Novidades

Receba no seu email, todas as ultimas novidadas e tendências em jóias.