Frete Fixo
R$14,90
Entrega
em todo o brasil
Frete Grátis
acima de R$199
Parcelamento
em até 3x
Atendimento
via WhatsApp

Argola

Os brincos de argola tiveram o seu auge nos anos 90 e 2000 e, desde então, tornaram-se queridinhos das celebridades, it-girls e marcas do mundo inteiro. Tendência das passarelas das últimas semanas de moda, o modelo já se tornou um clássico nos porta-joias das mulheres e um coringa para as produções, independente do período e tipo de evento. Democrático, a peça vai bem com todos os formatos de rostos. Afinal, há no mercado um grande leque de opções de metais e acabamentos que atendem os mais variados estilos e ocasiões. Por isso, cai por terra a crença de que “brincos de argola são todos iguais”.

 

Até porque, existe, inclusive significações acerca desses tipos de joia. Enquanto as fechadas remetem à proteção, as abertas são sinônimo de liberdade.

 

            Esses acessórios podem aparecer em seu formato tradicional, como uma espécie de semi-argola e, ainda, em modelos completamente inusitados. Afinal, os brincos de argola estão tão em alta que os estilistas e designers apostam também em releituras desse clássico. Existem peças que se parecem com um coração e com o símbolo do infinito, por exemplo. A espessura é outra variável que tem o poder de transformar e mudar a forma como a joia impacta no visual. As mais finas dão um toque delicado e, mesmo em tamanhos maiores, mais minimalista para o look. Já os brincos mais grossos servem como um chamariz e não são sutis. Logo, ao incluí-lo em uma produção, é bom achar o equilíbrio com os outros acessórios que vão compor o visual. Seja no estilo das joias ou na tonalidade do metal.

 

Mas, como sempre, não existem regras no mundo da moda para aqueles que usam ou gostariam de incorporar a peça no dia-a-dia. Independente do tamanho, as argolas se fazem presente no visual e acabam chamando a atenção. E se quiser potencializar o efeito do acessório, vale até mesmo prender as madeixas, fazendo um coque ou usando um rabo de cavalo. Porém, isso não quer dizer que as mulheres de cabelos curtos devam evitar o acessório. Muito pelo contrário. O formato circular da joia se sobressai em meio aos fios e proporciona movimento. Outro benefício é que valoriza os ângulos faciais, equilibrando as bochechas, o nariz e seus contornos com a geometria dos brincos.

 

Argolas menores, que ficam mais rentes aos lóbulos das orelhas, são perfeitas para as produções mais casuais – já que não incomodam e não pesam no look – do dia-a-dia. Esses brincos também são certeiros se a ideia é criar uma composição de acessórios. Como são pequenos, podem ser facilmente combinados com colares, pulseiras e anéis de tamanhos grandes, ou até, com outros brincos, como os brincos de pressão. Alguns modelos de argolas possuem ainda detalhes como pedras. Neste caso, podem ser usados para dar cor na rotina ou ainda brilhar e ofuscar em eventos considerados mais especiais, como formaturas e casamentos. Se optar por essas peças cravejadas, é válido procurar aquelas que combinam os detalhes com metais lisos e delicados para não pesar.

Gênero

Blog

Sem posts Relacionados