Frete Fixo
R$14,90
Entrega
em todo o brasil
Frete Grátis
acima de R$199
Parcelamento
em até 3x
Atendimento
via WhatsApp

Maxi Brincos

O retorno do maxi brincos

Nem sempre o menos é mais.Tendência nas passarelas nacionais e internacionais, os maxi brincos são prova viva de que a moda é cíclica, cheia de retornos e releituras. Os primeiros indícios da peça são datados de 2.500 a.C., e de lá para cá, muita coisa mudou no uso, formato e material relacionados a este acessório. Reza a lenda que os adornos de orelhas, lá no início, eram exclusividade masculina e utilizados para afastar espíritos malignos. Mais tarde, eram usadas por piratas como símbolo de realizações no mar. No Oriente, foi associado às classes sociais mais altas e tornou-se sinônimo de riqueza e poder.

A relação com os brincos – e todos os outros acessórios – mudou com a Revolução Industrial. Com a mecanização dos meios de produção, as joias passaram a ser fabricadas em larga escala e com materiais mais baratos, originando as chamadas bijuterias. Desde então, independente do valor, as peças tornaram-se parte da vida e do dia-a-dia de todos. Na década de 60, por exemplo, os chamados “brincões” ganharam destaque com o movimento hippie. Nos anos seguintes, o Disco trouxe o acessório à tona para produções de mais glamour. Em meados de 1980, os maxi brincos ganharam um toque de pessoalidade e tornaram-se canais de expressão, um meio de mostrar a personalidade.

Tendência nas semanas de moda

Ao analisar os desfiles das últimas semanas de moda nacionais e internacionais, a presença dos maxi brincos é uma constante. No último São Paulo Fashion Week, por exemplo, o acessório pode ser visto nas passarelas de marcas como Lenny Niemeyer e Flávia Aranha. E com um diferencial quanto ao uso: a peça grande em apenas uma orelha, um lado do rosto. Ao vestir a joia dessa maneira, cria-se uma assimetria no visual e, ao mesmo tempo, uma leveza.

Em Nova Iorque não foi diferente. Prabal Gurung apresentou um modelo de ear cuff comprido. Zadig & Voltaire, por sua vez, apostou brincos de franjas metalizadas que ultrapassavam as saboneteiras da modelo (ninguém mais, ninguém menos, que Hailey Baldwin). Outro exemplo é da Tom Ford com seus maxi brincos decorados com pedras compridos, largos e pra lá de luxuosos.

Como usar maxi brincos?

Uma das principais dicas das consultoras de moda para acertar na escolha dos maxi brincos é relacionada ao formato do rosto. Embora as peças arredondadas causem menos impacto na produção se comparadas às triangulares ou quadrangulares, se for usada por uma pessoa de rosto redondo, o efeito é contrário e essa característica do usuário é evidenciada. Por isso, o autoconhecimento do tipo físico é tão importante nos acessórios como nos vestuários.

Equilibrar o peso de tudo o que está sendo vestido também é essencial para uma produção coerente, elegante e estilosa, independente no local ou ocasião a ser usada. Roupas estampadas pedem complementos mais sóbrios, por exemplo. Em casos assim, maxi brincos de uma só tonalidade e de formas mais retas costumam ser boas opções. Já com peças de vestuário mais básicas e lisas, vale ousar com brincões de formatos, pedras, franjas e pingentes maiores. O upgrade para o visual é instantâneo.

Acessórios vs. roupas

O tamanho da joia, seja ela de ouro, prata ou bijuteria, deve ser levado em consideração no momento de se vestir. Pulseiras e anéis impactam menos se comparados aos colares e brincos. E devido à proximidade com rosto e pescoço, essas peças influenciam muito mais na produção, mesmo se minimalistas. No caso das maiores, podem pesar para o bem ou para o mal. Por isso, cor, estampa e modelagem também devem ser avaliadas para uma combinação equilibrada.

Brincos grandes também possibilitam uma infinidade de modelos e formatos. É possível encontrá-los com ou sem adorno de pedras e pingentes, com diferentes acabamentos, espessuras e finalizações. É quase impossível não encontrar uma peça que combine com o estilo ou se adapte à rotina do usuário. Existem aqueles mais coringas, que combinam com todos os tipos de gostos, ao mais ousados, geralmente feitos de plástico ou acrílico. Modelos mais sofisticados podem ser usados sem medo em ocasiões formais.

Máxi brincos vs. cabelos

Outro truque dos consultores de moda que facilita a escolha do acessório é relacionado aos cabelos. Os maxi brincos acabam adornando melhor as orelhas daqueles que prendem os fios para trás, deixando-os assim em evidência. Mas isso não quer dizer que quem tiver cortes mais curtos nos cabelos não podem aderir ao modelo. Os maxi brincos de formatos verticais ou com franjas vão super bem com comprimentos menores, e as argolas, por exemplo, são clássicos e coringas que combinam com todos os tipos de estilo.

Penteados também podem valorizar o uso do maxi brincos. Coques, rabos-de-cavalo e semi presos podem ser complementados com um acessório de tamanho grande, que adiciona estilo e informação de moda para o visual. Não é à toa que as peças maiores ganhem tanto destaque em produções noturnas, formais e requintadas. Principalmente os modelos com pedras que, instantaneamente, dão um toque de sofisticação ao visual.

Na Oh! Carol!

É possível encontrar na loja modelos para todos os tipos de ocasiões e estilos. Os mais básicos podem optar por brincos máxi geométricos que, ao mesmo tempo que são grandes, são delicados e minimalistas. Essas peças – losango, triângulo e gota – vão bem com qualquer tipo de vestuário e podem ser ainda combinadas com outros acessórios, já que não pesam na produção. É o mesmo caso da argola. Embora na Oh! Carol ela possua o adorno de estrelas, o brinco Constelação é um verdadeiro coringa e pode ser usado tanto para o dia e quanto para a noite.

Em ocasiões mais especiais, como uma festa ou um coquetel, os brincos Full Circle são ótimas opções. Com pérolas negras, são confeccionados em prata 925 e dão um toque de sofisticação ao visual sem pesar. Podem até combinar com um colar, pulseira ou anel sem muitas dificuldades. Outro modelo que está em alta são aqueles inspirados no estilo boho Estes, por sua vez, devem ser usados apenas em ambientes mais informais. As peças ricas em arabescos, como Cairo, Leque e Balanço de Flores, adicionam informação de moda com um toque hippie chic. Já os brincos Sol, cada um com uma pedra – Labradorita, Rubi, Sodalita e Turquesa – adicionam cor em meio ao domínio do metal prateado, o que acaba destacando-as.

Gênero

Banho

Blog

Sem posts Relacionados