Frete Fixo
R$14,90
Entrega
em todo o brasil
Frete Grátis
acima de R$199
Parcelamento
em até 3x
Atendimento
via WhatsApp

Signos

Sabemos dizer prontamente qual o nosso signo solar, certo? Algumas, mais sabidas, conhecem também a própria lua e o ascendente. E outras, se arriscam um pouco mais, e estudam as demais casas do mapa astral, tentando entender tudo que envolve os posicionamentos do céu. As astrólogas, contudo, dominam um conhecimento bem mais vasto, e sabem inteiramente as profundas diferenças entre a casa 3 e a casa 9, ou as sutilezas de um leonino ou um pisciano.

Mas uma coisa que nem todo mundo sabe dizer é a origem do horóscopo e do porquê seu signo ser exatamente qual é.

 

Tudo começou há 10 mil anos quando, com o desenvolvimento da agricultura, o homem buscou conhecer a trajetória do sol, as fases da lua e a rotação do céu à noite. Olhar para o céu e as estrelas também ajudou a cruzar os mares, dando início às grandes navegações. Mas há cerca de 3 mil anos, algumas civilizações do Oriente Médio resolveram dar sentido a todos aqueles estudos, e acredita-se que os sacerdotes da Mesopotâmia foram os primeiros a estabelecer as constelações do zodíaco, para prestar consultoria aos reis sobre a chegada dos tempos difíceis.

 

A partir daí, linhas imaginárias no céu, ligando as estrelas, resultaram em um conjunto de imagens que passaram a dar nome e simbolizar enredos e histórias de algumas crenças que tinham. O nome dessas constelações vieram da mitologia grega e, até hoje, a partir da leitura do horóscopo – ou do “mapa da hora” -, podem ser elaboradas análises que dão pistas sobre a personalidade, preferências, acontecimentos e probabilidades.

 

Com o alcance das redes sociais e internet, está cada vez mais fácil entender um pouco mais sobre o seu universo particular, tendo acesso a conteúdos e dicas de profissionais que leem o mapa astral de maneira completa. Entre teimosos taurinos, indecisos librianos, dramáticos cancerianos e metódicos virginianos, são muitas as atribuições dadas aos signos do zodíaco e as personalidades são lidas de acordo com cada horóscopo por inteiro. Essa herança astrológica acaba refletindo em outras áreas da nossa vida e logo estes símbolos ganharam os objetos de decoração, as roupas e os acessórios, e passaram a ajudar a reforçar a identidades de cada pessoa.

 

As joias, por si só, já se destacam como importantes objetos capazes de carregar símbolos e significados que contam um pouco a história de quem usa. Quando são pingentes, colares, brincos e anéis de signos, então, a relação entre pessoa e acessório é ainda mais forte. Por meio das joias de signos, é possível entender melhor àquela pessoa e saber, até mesmo, a data aproximada do seu aniversário. Acessórios que representam signos são, aliás, ótimas opções de presentes, pois demonstram que foram comprados de maneira personalizada, enaltecendo o carinho e dedicação ao presenteado.

 

Para usar essas joias, contudo, não precisa ser um grande astrólogo. Como os signos dão pistas importantes sobre a sua história, basta misturá-las com outras que também tenham significado para você. Joias em prata,  ouro, tudo que tiver uma lembrança ou fizer parte da sua vida, combina. E aí, nem precisa apelar ao mapa astral para saber qual joia usar. Escolha as que melhor combinam com o seu signo e vá em frente.

Gênero